a flor do sol é simbólica e representa sucesso e felicidade. além da beleza e imponência, do girassol tudo é aproveitado: flor, semente e ramos. é exótica e nunca olha pra trás, exibindo uma intrigante rotação, sempre voltada para o sol.
Junho 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

RSS
01
Abr
10

Iº PROCESSO SELETIVO DA LACIG-PE

emblema da liga

LISTA DE CLASSIFICADOS

É com imenso prazer e felicidade que a Liga Acadêmica de CirurgiaI Geral de Pernambuco,

LACIG-PE, vem anunciar os dez estudantes aprovados no  I° Processo Seletivo:

 

Rodrigo Luciano - UPE

Ana Emília - UFPE

André Cunha - UFPE

Pedro Felipe - FPS

Rafael Ducan - UFPE

Arthur Perrier - UFPE

Edvaldo Junior - UPE

Luiz Henrique - UFPE

Pedro Henrique - UFPE

Marília Burégio - UFPE 

 

Parabéns a todos, sejam bem-vindos!

 

Lembramos que, segundo o edital, os estudantes aprovados deverão comparecer à Biblioteca do Real Hospital Portugues, 10 de Abril às 18h.

O candidato que não comparecer sem justificativa prévia será eliminado, e sua vaga será ocupada pelos candidatos remanejáveis.

 

Agradecemos a todos que participaram do Iº Processo seletivo da LACIG-PE e contribuiram de forma excepcional para o seu crescimento.

 

Att,

Jeú Delmondes de Carvalho Junior

LACIG-PE

 

I º PROCESSO SELETIVO DA LACIG-PE
LISTA DE CLASSIFICADOS
É com imenso prazer e felicidade que a Liga Acadêmica de CirurgiaI Geral de Pernambuco,  LACIG-PE, vem anunciar os dez estudantes aprovados no  I° Processo Seletivo:
Rodrigo Luciano - UPE
Ana Emília - UFPE
André Cunha - UFPE
Pedro Felipe - FPS
Rafael Ducan - UFPE
Arthur Perrier - UFPE
Edvaldo Junior - UPE
Luiz Henrique - UFPE
Pedro Henrique - UFPE
Marília Burégio - UFPE
Parabéns a todos, sejam bemvindos!
Lembramos que, segundo o edital, os estudantes aprovados deverão comparecer à Biblioteca do Real Hospital Portugues, 10 de Abril às 18h. O candidato que não comparecer sem justificativa prévia será eliminado, e sua vaga será ocupada pelos candidatos remanejáveis.
Agradecemos a todos que participaram do Iº Processo seletivo da LACIG-PE e contribuiram de forma excepcional para o seu crescimento.
Att,
Jeú Delmondes de Carvalho Junior
LACIG-PE
publicado por mariliaburegio às 03:01
22
Fev
10

Hoje faz exatamente 01 ano que dou plantão na Emergência do Hospital Getúlio Vargas - PE e "quase" parece que hoje eu vou dar o meu primeiro plantão =D quase porque toda segunda-feira eu crio inúmeras expectativas, fico querendo que chegue logo a hora, dá um nervosismozinho (de leve ;) assim como era há um ano, coisa de gente apaixonada sabe? eu acho isso o máximo porque eu geralmente não consigo me "manter" empolgada com uma coisa por muito tempo, sem 'altos e baixos', se é que vocês me entendem =D

Acho que vários fatores influenciaram nisso: a equipe é show de bola, grandes médicos, ótimos seres humanos (detalhe importante de se ter numa emergência =), dispostos a cuidar dos pacientes e me ensinar (outro detalhe importantíssimo: ajudar o acadêmico perdido!), a demnada é grande, as cirurgias são interessantíssimas, posso até dizer que eu estou no meu R2 de instrumentação HAHA =D e o mais importante: eu gosto disso! não sou "carniceira" como dizem os meus amigos (nãããaaooo uehueheu), mas lá eu vejo as coisas acontecerem, se resolverem (nem sempre, mas quase sempre), eu posso "meter a mão na massa" (sem imprudências, claro!) e ajudar e me sinto recompensada... talvez eu esteja me iludindo quando penso que a cirurgia resolve, mas é a área da medicina que mais parece comigo, com a minha personalidade de descruzar o braços e agir =D abrir, estancar o que tá vazando, tirar o que não tá funcionando, fechar o que tá perfurado, drenar o que tiver de ser drenado... não é assim tão simples e ao mesmo tempo é. E eu gosto de fazer (e gosto de quem faz) tudo nos minimos detalhes, com paciencia, excelência... operar é uma arte =D

A partir do plantão de hoje eu vou registrar todos os acontecimentos no "a emergência da semana" e contar como foram as minhas 12h no HGV, quem quiser ler, é muito bem-vindo!

publicado por mariliaburegio às 19:43
23
Out
09

li essa frase no discurso que o professor Edmundo Ferraz fez para o colégio brasileiro de cirurgiões esse ano, ela é de um pediatra que também disse: as emergências são as vitrines do SUS. Penso que os médicos são obrigados a deixar a qualidade de lado para dar prioridade a velocidade porque não há 5 pacientes, mas 50. Desses tantos, alguns precisam de, somente, atenção e não recebem; muitos não tem dinheiro para remédios, deles depende a sua cura, mas estão faltando no SUS; um ou outro não tem nada; muitos deveriam estar internados, mas não tem leito, tem corredor, tem chão, tem abandono; e todos são seres humanos como eu e você, mas não são respeitados e tratados como tal.

Dentro de todo esse cenário da emergência está o estudante que aos poucos vai aceitando aquilo como verdade e aprendendo a sobreviver em meio à guerra pela sobrevivencia.

Se atravessarmos a rua em frente ao HR e irmos ao Santa Joana, Memorial São José, Esperança, enfim, para o 'particular' encontraremos a emergência limpa, de mármore, ar condicionado e leitos e mais leitos à espera da minoria com dinheiro no nosso país.

E todos os dias todos dormem, felizes e tranquilos por viverem nessa infeliz desigualdade.

Engraçado foi um dia em que eu entrei numa grande emergência pública daqui de PE e encontrei um paciente na maca, cercado pelos médicos e por seus filhos engravatados, a família estava numa festa e o pai sofrera um TCE. Um dos filhos sendo médico, fez questão de levá-lo para o lugar que eu estava pois sabia que ali seu pai (com plano de saúde) estava em boas mãos, porém em precárias condições.

Não vejo tanta urgência em melhorar a educação médica, mas as condições dos hospitais, das policlinicas, dos postos. Afinal, naqueles livrinhos que os planos de saúde disponibilizam com os nomes e as especialidades dos 'seus' médicos estão QUASE TODOS os meus professores do Hospital da Clínicas e de tantos outros hospitais públicos.

 

publicado por mariliaburegio às 08:08
09
Set
09

A zetaplastia é uma técnica cirúrgica usada mais freqüentemente para reposicionar uma cicatriz de forma que esta adquira uma posição mais paralela às linhas naturais e pregas da pele, tornando-as menos notáveis. Também pode aliviar a tensão causada por uma contratura cicatricial. Nem todas as cicatrizes são passíveis de serem submetidas à zetaplastia.
Neste procedimento, na cicatriz antiga serão feitas incisões novas em cada lado, criando pequenos retalhos de pontas triangulares na pele. Estas pontas são reorientadas em ângulos diferentes para cobrir a ferida, dando à cicatriz um aspecto de "Z" ou "zig-zag". A ferida será fechada com pontos que serão removidos depois de alguns dias.
Embora a zetaplastia possa tornar algumas cicatrizes menos óbvias, não as fará desaparecer e uma porção da cicatriz original ainda permanecerá fora das linhas de relaxamento da pele.

fonte: http://www.andyern.com.br/cicatrizes.html

No início eu não entendi muito bem como funcionava você deslocar os retalhos de pele para modificar a 'linha' do corte, por exemplo, se a ferida era perpendicular à linha de expressão ou linha de tensão de alguma região, agora ela será paralela a esta.

as imagens:

1) temos uma solução de continuidade na pele do tipo pérfuro-cortante por arma branca, a lesão pega somente epiderme e derme, sem atingir o subcutâneo

2) Das duas terminações da lesão, fazemos duas incisões paralelas, formando um 'Z'

3) Feito o 'Z' formamos dois triangulos que serão rebatidos e seus lados opostos suturados.

4) Todas as incisões são suturadas. O ferimento que antes era "em pé" para nós, ficou "deitado". Temos ao invés de um, três cortes, mas nenhum deles formando 90 graus com as linhas de tensão e todos com grande probabilidade de cicatrização normal.

5) O paciente se recupera e fica muito feliz =)

publicado por mariliaburegio às 20:40
sobre mim
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO