a flor do sol é simbólica e representa sucesso e felicidade. além da beleza e imponência, do girassol tudo é aproveitado: flor, semente e ramos. é exótica e nunca olha pra trás, exibindo uma intrigante rotação, sempre voltada para o sol.
Abril 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
25
26
27
28
29
30
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

RSS
05
Abr
10

Paciente masculino, 56 anos, com história de emagrecimento, febre, astenia e hemoptise.

Já fez tratamento para tuberculose pulmonar duas vezes com resultados satisfatórios. Foram realizados exames de radiografia e tomografia computadorizada do tórax em seqüência. Também foram realizados exames laboratoriais de sangue, escarro e do material colhido em broncofibroscopia.


Diagnóstico

Micetoma pulmonar (fungus ball) e tuberculose pulmonar.

Evolução do caso

O paciente em questão foi submetido à ressecção cirúrgica do aspergiloma evoluindo satisfatoriamente no pós-operatório.

Comentário

Aspergiloma ou Micetoma é a colonização pelo Aspergillus fumigatus de cavidades pulmonares pré-existentes. Trata-se de uma infecção fungica crônica, que usualmente se manifesta por hemoptise e achados radiológicos.

O aspergiloma pode se desenvolver em cavidades pulmonares de qualquer etiologia, mas as mais comuns são as seqüelas de tuberculose pulmonar (cerca de 17% dos casos). Outras possíveis causas de cavidades pulmonares colonizadas pelo Aspergillus são sarcoidose, abcessos pulmonares, neoplasias, bolha enfisematosa, pneumatocele e broquiectasias. A cavidade pode ser revestida por um epitélio que em alguns casos pode apresentar focos de metaplasia.

As manifestações clínicas mais comuns são hemoptise e tosse produtiva. No entanto, podem ocorrer dispnéia, febre, perda de peso e baqueamento digital.

O diagnóstico pode ser confirmado pela TC de tórax, cultura ou identificação histológica das hifas do aspergillus no escarro, líquido de lavado broncoalveolar, ou punções aspirativas. Pode-se ainda dosar os níveis séricos de precipitina do aspergillus.

As cavidades possuem em média de 3 a 5cm de diâmetro, são geralmente solitárias e ocorrem nos lobos superiores.

O dignóstico diferencial inclui abcessos cavitários, neoplasias e hematomas

O tratamento é controverso e existe uma teoria de que a terapia anti-fúngica sistêmica, como por exemplo com anfotericina B, é geralmente ineficiente para o tratamento dos aspergilomas sendo a ressecção cirúrgica indicada em casos sintomáticos, como por exemplo nas hemoptises importantes.

 

FONTE: http://www.medstudents.com.br/diagnostico.asp?regid=20#

:)

publicado por mariliaburegio às 01:28
sobre mim
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO